Lição 2 - Escola bíblica dominical

O casamento bíblico
15/04/2013

Texto áureo

Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á.
à sua mulher, e serão ambos uma carne” (Gn 2.24).

Verdade pratica

O casamento é uma instituição divina, sendo constituído pela união
indissolúvel de um homem e de uma mulher: monogâmico e heterossexual.

Leitura bíblica em classe

Gênesis 1.27,31; 2.18,20-24

Gênesis 1

27 - E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.
31 - E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã: o dia sexto.

Gênesis 2

18- E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele.
20 - E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo animal do campo; mas para o homem não se achava adjutora que estivesse como diante dele.
21 - Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar.
22 - E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão.
23 - E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada.
24 - Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.






O que a bíblia diz sobre o casamento?








- O casamento é uma ideia de deus. – Gênesis 2.18-24
- O compromisso é essencial para um casamento bem-sucedido. – Gênesis 24.58-60
- O romance é importante. – Gênesis 29.10,11
- O casamento proporciona momentos de imensa felicidade. – Jeremias 7.34
- O casamento cria o melhor ambiente para a educação dos filhos. – Malaquias 2.14,15
- A infidelidade quebra o vínculo da confiança, que é a base de todos os relacionamentos. – Mateus 5.32
- O casamento é permanente. – Mateus 19.6
- O correto é que apenas a morte dissolva um casamento. – Romanos 7.2,3
- O casamento está baseado nos princípios práticos do amor, não em sentimentos. – Efésios 5.21-33
- O casamento é um símbolo vivo de cristo e a igreja. – Efésios 5.23-32
- O casamento é bom e honroso. – Hebreus 13.4

A estrutura de um casamento é constituída por quatro colunas:

1. Todo casamento deve ser heterossexual:

Mas desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. – (Mc 10.6)

- Homossexualismo como condição. Ser gay não é empecilho para ser um cristão verdadeiro, pelo contrário, é uma rica oportunidade para negar-se a si mesmo escolhendo o celibato para servir a Deus.  

- Homossexualismo como prática. é pecado condenado pela bíblia/1 Cor 6.9

- Homossexualismo como união estável no casamento. União gay é outra coisa. Somos o povo da verdade, e isso não deve ser aceito em hipótese alguma.

- Homossexualismo para os evangélicos. Como lidamos com esse assunto, estamos preparados para isso, ou só conhecemos textos de condenação.

2. O casamento foi constituído para ser uma união monossomática:

Porquanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.

Ninguém será plenamente satisfeito se não compreender o termo "uma só carne".

Essa é uma expressão antidivórcio, em todos os sentidos, é uma união tão profunda que um faz parte da essência do outro e isso só pode ser desfeito pela morte.

O sexo tem a função de trazer essa monossomátização para o casal.

3. Nenhum casamento sobrevive sem monogâmia:

E serão os dois uma só carne; assim já não são mais dois, mas uma só carne.
E serão os dois: Não são três, nem quatro, dois.

A palavra monogamia vem de dois vocábulos gregos: monos (único) e gamós (casamento), significando um único homem para uma única mulher. Desde o Gênesis, vemos a monogamia como o modelo de união arquitetado por Deus para o casamento e a formação da família (Gn 2.24). Porém, o primeiro registro da bigamia também está no livro dos começos — Lameque, filho de Metusalém (Gn 4.18; 5.25), por razões não explicadas, teve mais de uma esposa (Gn 4.19). Tempos depois, Esaú, filho de Isaque, desobedeceu a Deus e casou-se com duas mulheres heteias (Gn 26.34,35). No primeiro livro de Samuel, temos o caso de Elcana que tinha duas mulheres. O resultado não poderia ser outro: invejas, intrigas e brigas (1 Sm 1.4-8).

Homens de Deus bígamos:

Davi
Salomão
Abraão
Jacó

É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio, ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar. – (1 Tm 3.2)

Um caso para contar: Um amigo meu e Pastor disse para mim que estava passando por tribulação no casamento. Dias depois soube que sua esposa se envolveu em caso extraconjugal no serviço e engravidou de um rapaz. Esse meu amigo havia acabado de fazer uma cirurgia de vasectomia. Infelizmente esse é um casamento incapaz de prosseguir.

Deus nunca foi a  favor da poligamia, veja o exemplo de José.

4. O casamento é uma parceria indissolúvel:

Porquanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.

Pois eu detesto o divórcio, diz o Senhor Deus de Israel, e aquele que cobre de violência o seu vestido; portanto cuidai de vós mesmos, diz o Senhor dos exércitos; e não sejais infiéis. - (Ml 2.16)

Assinar papéis é somente uma conclusão de um divórcio que já vinha se estendendo:

Divórcio emocional: Fisicamente estão juntos, porém o emocional já se esfriou.
Divórcio físico: Cada um dorme em um quarto. Vivem de fachada.
Divórcio geográfico: Ele vai para casa da mãe, ela fica com os filhos.
Divórcio Familiar: Casais rompidos, famílias rompidas.
Divórcio Legal: É hora de assinar o que já foi assassinado.

Todas as palavras da bíblia que falam contra o divórcio tem um objetivo: Proteger a família. Alguns casos acho que o divórcio é o caminho menos ruim. Maridos drogados, mulheres adulteras, violência doméstica e algumas outras mazelas da vida intra familiar.

O caso Fábio Junior: Casam por esporte, não tem nenhum compromisso com a família. São pessoas desajustadas, imaturas, nunca conseguem amar ningúem.

Diga não ao divórcio!